Tesla Model 3 e Y param na estrada devido a um erro de piloto automático

A Administração Nacional de Segurança no Tráfego Rodoviário (NHTSA) acaba de revelar que centenas de proprietários de Tesla dizem que seus veículos param repentinamente sem motivo, mesmo na rodovia.

Crédito: Unsplash

A Tesla está atualmente sob maior escrutínio dos reguladores dos EUA. Estes receberam recentemente 758 reclamações sobre carros feitos pela empresa que frear repentinamente em alta velocidademais que o dobro do número de incidentes relatados no início deste ano.

De fato, esse problema de “frenagem fantasma” já havia sido observado principalmente no Modelo 3 e no Modelo Y, e especialmente os modelos 2021 e 2022. Documentos do Departamento de Transportes dos Estados Unidos mostravam em fevereiro que 356 queixas haviam sido registradas sobre o problema, e que ele já havia sido reportado já no ano passado.

Nenhum ferimento foi registrado até o momento

A boa notícia é que a agência disse que nenhum ferimento foi relatado até agora. No entanto, a NHTSA ainda solicitou uma abundância de informações da Tesla, incluindo “ todos os relatórios de consumidores e de campo que recebeu de frenagem falsa, bem como relatórios de acidentes, lesões, fatalidades e reivindicações de danos materiais “.

A NHTSA também escreveu a Tesla uma carta de 14 páginas sobre as reclamações mais recentes. A empresa tem até 20 de junho para responder.embora ela também tenha o direito de solicitar uma prorrogação, se necessário.

A carta pede à Tesla detalhes sobre os testes realizados nos sistemas automatizados quando se trata de detectar pontes metálicas, curvas em S, tráfego em sentido contrário e tráfego cruzado, além de veículos de vários tamanhos, incluindo caminhões grandes. A agência também deseja obter informações sobre como as câmeras lidam com reflexos, sombras, brilho e bloqueio de neve ou chuva forte.

Esses problemas de frenagem “fantasmas” ocorrem logo após a Tesla fazer alterações significativas nas informações coletadas por seu sistema de assistência ao motorista Autopilot. De fato, desde o ano passado, a montadora abandonou o radar na frente de seus carros e agora conta apenas com câmeras de 360 ​​graus, um sistema que a Tesla apelidou de “Tesla Vision”. Resta determinar se essa alteração é a causa dos problemas recentes com o piloto automático.

Fonte: NHTSA

Leave a Reply

Your email address will not be published.